Sangue na Guelra

< listagem

Origens com Will King Smith

O australiano Will King-Smith regressou a Portugal directamente de Copenhaga, onde vive há vários anos e onde foi o head chef do restaurante Geranium, que recentemente ganhou a terceira estrela Michelin.

William trouxe alguns ingredientes dentro da mala – os Origens desafiam chefs que já passaram pelo Sangue na Guelra para regressarem a solo a Lisboa para partilhar as suas ideias próprias, as origens da sua cozinha -, mas ainda assim fez questão de conhecer um pouco de Portugal, produtores e produtos nacionais, pois quis apresentar uma fusão entre o seu próprio universo e o país que o acolhe. Por essa razão chegou uma semana antes: havia muito para  fazer, pois os pratos deste menu foram uma criação exclusiva e espontânea.

Já o anfitrião Henrique Sá Pessoa aventurou-se num prato de tributo à Austrália, território que lhe é familiar, pois trabalhou no Hotel Sheraton on the Park, Hydepark, em Sydney, de 1999 a 2002. A pré-sobremesa ficou a cargo de Telmo Moutinho, chef de pastelaria do Alma.

Quanto aos vinhos, a Herdade do Esporão, para além de apresentar alguns clássicos, mostrou em primeira mão dois vinhos de talha, em que utiliza uvas de Moreto da margem esquerda do Guadiana (tradicionalmente utlizadas na produção de vinho de talha) e uma vinha velha da Serra de Portalegre, do projecto que está a desenvolver na nova Adega dos Lagares da Herdade… .

Agradecemos os nossos parceiros todo o apoio para a realização deste jantar: Nutrifresco; Biofrade, Quintal Urbano, Makro e Grupo Multifood.

 

Flyer_Origens_new_Abril2016_F